terça-feira, 15 de outubro de 2013


Capitulo 12

David apoiou Rebeca em seu braço. Aproximou-se para sentir se estava respirando. Com ela em seus braços, estranhamente, se sentiu vivo, confiante, no entanto, culpado pelo o que tinha acontecido, por isso, não ia deixar que nada acontecesse a ela.
Após isso, Rebeca deitada sobre a grama, começou a ter febre. E enquanto dormia, de repente veio-lhe a mente a queda que sofrera. Lembrou-se que chegou a ver David  puxá-la da água antes que perdesse a consciência.
Ela acordou de sobressalto, ofegante. Quando olhou para o lado viu que havia algumas frutas. E próximo a ela David, dormindo encostado em uma árvore. Ela chegou perto. Viu que ele estava bastante machucado e sujo.
- David! – chamou Rebeca aproximando-se e vendo que ele acordara.
Ela sentou-se ao lado dele.
- Eu queria – começou ela – te... Pedir desculpas... Eu não queria falar aquilo. Eu disse na hora da raiva...
- Eu entendo... – exclamou ele olhando fixamente para ela.
- Não... A culpa não é sua David! Você salvou minha vida... Obrigada!
Pela primeira vez Rebeca o olhou. E pela primeira vez, com gratidão.
Depois, no acampamento, o professor conversava com as equipes de busca.O chefe da equipe disse que eles poderiam ter se perdido muito longe da área de pesquisa. E por isso, deveriam começar imediatamente. Após as equipes de busca saírem, o pai de Rebeca chegou desesperado.
- Minha filha, onde ela está? – perguntou o senhor se dirigindo ao professor.
- Calma Sr. Paulo! Eu já mandei equipes de busca para procurá-los. Ela vai ser encontrada!
De repente o Sr. Paulo sentiu uma forte dor. O professor ao vê-lo ficou preocupado.
- Senhor Paulo está tudo bem? Quer que eu chame um médico?
- Não... Está tudo bem! Nada de médicos! – respondeu o senhor rudemente.
Depois, Rebeca tentava subir em uma árvore, quando David avistou-a.
- O que está fazendo? – perguntou ele, estranhando vê-la naquela situação.
- Tentando pegar comida! – disse ela, tentando subir.
- Cocos?
- É melhor do que nada!
- Desiste Rebeca! Você nunca vai conseguir! - riu-se debochado.
- Por quê? Porque sou mulher? – defendeu-se orgulhosa.
- Claro! – provocou.
- Você vai ver! – falou furiosa.
Rebeca tentou colocar a mão no galho mais próximo, porém, ao tentar agarra-se a ele, escorregou caindo com força sobre o chão.
- Eu não disse? – riu-se David.
No entanto, enquanto ele ria, um dos cocos caiu sobre sua cabeça.
- Obrigada! - disse ela pegando o coco - vai querer? - perguntou debochada.
No acampamento, as equipes de busca anunciavam que não os tinham encontrado. Os alunos pediram para que o professor deixasse-os ficarem lá., mas ele não permitiu, porém, prometeu que os manteriam informados.
David e Rebeca comiam em volta de uma fogueira.
- Quem diria que uma garota como você saberia se dar tão bem aqui! – disse David impressionado.
- O que quer dizer com “uma garota como eu”? – ela o encarou desconfiada.
- Nada! É só... Difícil de acreditar!
- Meu pai sempre me levava para acampar quando eu era pequena! – de repente ela baixou os olhos – ele deve estar desesperado!
David percebeu a tristeza nos olhos dela e se aproximou.
- Tudo bem! A gente vai sair daqui! – sentou-se perto dela olhando em seus olhos.
- Como David? – perguntou Rebeca, mostrando certa fragilidade que não era normal de sua personalidade.
- Eu prometo! Eles vão nos encontrar! - sorriu. 
De repente, Rebeca se surpreendeu ao achar em seus olhos a confiança que precisava.
- Deixa eu te levar a um lugar? – convidou David – eu achei um lugar aqui... e eu quero te mostrar.
Ela, então, sorriu concordando.
Guiada por David, Rebeca entrou em uma pequena mata.  Até o ver mostrar uma bela e pequena cachoeira. Era incrível a beleza do lugar. Com a luz da lua as águas ficavam quase como cristalinas.
- É muito lindo! – ela titubeou olhando quase estática aquela paisagem.
- Vem! – disse David estendendo sua mão para ela.

15 comentários:

  1. Estou adorando a historia!!!
    nao consigo esperar por cada capitulo!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. nossa serio como vc consegue?
    viciei nessa historia haha
    essa web ta muito boa e muito bem escrita parabens!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Muito legal seu blog, boa iniciativa começar uma web novela, gostei <3
    xoxo
    http://www.universovanguarda.com/

    ResponderExcluir
  4. k bom k gostou!!!*_*
    volte sempre!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Que çegal esse blog, nossa! Um blog só de web novela.
    Vou ver as primeiras postagens para entender esse capítulo. rs
    Muito bom, ta de parabéns viu!

    Primeiro texto do Blog Diário do amor. Venha fazer parte você também! :)
    diariodoamor15.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que ideia mais genial é essa?
    Você poderia terminar e entregar em um lugar importante. Seria um sucesso.
    Gosta de livros? E de muitos?
    Estou sorteando DEZ livros em ritmo de Halloween, voc poder levar todos para casa.
    Participe!
    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
  7. “uma garota como eu”, odeio quando falam isso pra mim ahuaha
    Continue *-*
    Adorando muito
    Angel Sakura@www.euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk eu tbm!!!
      a rebeca odeia ser subestimada!!!

      Excluir
  8. adorei a história, vou acompanhar!

    www.garotaprodigia.blogspot.com

    ResponderExcluir