sábado, 9 de novembro de 2013


Capitulo 26

Rebeca não entendia o que estava acontecendo. Sentiu David muito próximo do seu corpo. Com a mão em sua boca para impedir que falasse. Tentou escapar, mas não conseguiu, pois David pressionava com força.
- Tem alguém ai? – a secretária perguntou encostando a cabeça a porta.
Os dois escutaram em silêncio. A respiração de David estava ofegante. No mesmo ritmo em que batia o coração de Rebeca.
A secretária sem ouvir nada, pensou que tivesse ouvindo coisas e saiu para atender ao telefone que acabara de tocar.
Rebeca imediatamente tirou as mãos de David de seu rosto.
- Tira suas mãos de mim! – disse ela com raiva.
- Com prazer! – falou David. Saiu pretendendo ir pela janela.
Rebeca estava sem entender nada. Mas não ia deixar que ele saísse sem uma explicação.
- Peraí, aonde você vai? – perguntou ela confusa.
- Dar o fora daqui! – falou ele decidido.
- Mas, por que está aqui?... E que documentos são esses? – insistiu Rebeca indo atrás dele.
David percebendo que ela tinha visto os papéis se aproximou:
- Não te interessa! Não se meta nisso! – ameaçou ele.
- Ah é? Então acho que não vai se importar se eu contar ao diretor, não é? – Rebeca provocou.
Ele fixou nela os olhos de ódio. De repente, ouviram da porta:
- Tem alguém aí? – a secretária gritou.
Imediatamente, a secretária entrou na sala. David se escondeu atrás da cortina. Deixando Rebeca no centro da sala. 
- Ah... Oi Claudia... – respondeu Rebeca sem reação – eu... Vim para entregar os formulários, mas vi que o diretor não estava... Então... Já estou indo!
- Tem mais alguém ai? – a senhora perguntou para Rebeca. Foi em direção à janela.
David detrás da cortina temeu que a secretária o encontrasse. De repente, Rebeca puxou-a pelo braço.
- Não, ninguém! Só eu mesma!... Agora vamos Claudinha, você precisa trabalhar! – disse Rebeca levando Claudia até a porta.
Ela correu para não perder a aula. Chegou atrasada na classe. Raquel perguntou onde ela estava, ela respondeu que estava na diretoria entregando os formulários pro diretor. 
Depois, o diretor chegou e perguntou a secretária se ela havia mandado os documentos de David para o ministério. Ela, então, respondeu que não havia encontrado, e que os documentos estavam lá na noite passada.
- David Martins! – disse o diretor, pois sabia ser ele o único que roubaria os papéis.
- Não senhor... – falou a secretária – eu lhe asseguro que David não esteve aqui, eu o teria visto!
- Mais alguém esteve aqui?
- Sim diretor!... Rebeca! Rebeca esteve aqui para entregar os formulários do evento!
- Muito bem... Chame os dois a minha sala imediatamente! – ordenou ele.
Após o sinal, Rebeca estava indo rumo a saída quando a secretária a chamou para ir à sala do diretor.
Ao chegar à sala, Rebeca deparou-se com David. Ele estava sério encostado à parede. Eles se olharam friamente.
- Rebeca – começou o diretor – preciso saber se esteve a minha sala hoje de manhã.
- Sim senhor... Eu vim entregar os formulários do evento, mas quando vi que não estava eu fui embora... – respondeu trêmula.
- Sumiram alguns registros referentes a David Martins... Você o viu entrando nela sala?
Rebeca tremeu. David olhou-a contrito, sabia que ela o entregaria.
- Não... – a voz da garota saiu definitiva.
David se surpreendeu-se.
- Muito bem!... - o diretor então dirigiu-se a David -  onde estava a esta hora? Informaram-me que não estava na sala...
- Estava comigo! – a voz de Rebeca interrompeu-os – Estávamos... Acertando o valor... Do show no evento de ontem!
- Tudo bem... – finalmente disse o reitor – Em você eu confio Rebeca! – olhou fixamente para David – sua sorte... É que não tenho provas!
Após serem dispensados, Rebeca saiu rapidamente da sala. O que tinha feito? Por que o tinha ajudado? Quando já alcançava a saída do colégio, sentiu um braço a puxar. Quando se virou, encarou o rosto de David.
- Por que não me entregou? – David perguntou, quebrando o silêncio entre eles.
- Ah...- ela falou se desviando da sua presença – bem... Devia me agradecer não acha?
David sorriu. Rebeca estranhou sua expressão.
- Você gosta de mim! 
- O que? – ela aproximou-se dele com raiva – acha mesmo que eu sou igual a todas que vivem babando por você?... Eu nunca poderia gostar de alguém tão convencido!
- Você tenta esconder... Mas sei que não esqueceu o que aconteceu – afirmou ele.
- Pois fique sabendo que o que aconteceu foi um erro!... Que eu vou tentar esquecer pro resto da minha vida!
- Sei que não é verdade! – disse diretamente.
- Ah é? Como sabe David? – Rebeca o encarou furiosa - ...Como pode saber o que sinto por você?
Os dois olharam-se  no mesmo instante. David, então, puxando Rebeca com força para perto do seu rosto, a beijou.

5 comentários:

  1. nossa acho que eu nem preciso dizer que eu amei esse capitulo, neh?
    esse cap ficou muito lindo
    essa web ta muito boa parabens:)
    bjs

    ResponderExcluir
  2. eu estou achando esse david mt convencido e essa historia dos documentos da escola tbm tá esquisito mas vamos ver se ele continua com essas atitudes ou vem alguma surpresa por ai!

    ResponderExcluir
  3. Genteeeeeeeeeeee!! Que legal!! hahaha será que eu vou ter que ler a historia toda desde o começo?!?! Eu acho que sim!! hehe
    beeeejo

    http://beautystopblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. que lindo esse capitulo eu to adorando!!!
    me avisa sempre que atuliaza, ok?
    xoxo

    ResponderExcluir