quinta-feira, 21 de novembro de 2013


Capitulo 37

Depois, Viviane veio falar com Rebeca no intervalo. Parecia assustada.
- Rebeca, eu falei com a Raquel... – começou Viviane – ela disse que pretende se vingar de você... Eu tentei convencer ela... Mas...
Foi interrompida por Julia que chegou apressada.
- Rebeca, eu sei o que a Raquel vai fazer!... Eu ouvi ela combinando com a Nicole de colocar algo da sala do diretor na sua mochila pra que você seja expulsa!
- Não, eu não acredito que a Raquel seria capaz! – falou Rebeca perplexa.
- Eu não tenho tanta certeza – afirmou Viviane – ela estava muito magoada! – dirigiu-se para Julia – você é amiga da Nicole porque a gente devia confiar em você?
- Nicole não é amiga de ninguém! – Julia mudou a expressão – E eu sou muito grata a vocês por terem me ajudado a me vingar do Tomás... Agora a gente tem que denunciar elas pro diretor!
- Não! – falou Rebeca de sobressalto – a gente não pode fazer isso!
- Mas Rebeca... Se deixar que elas façam isso você vai ser expulsa! – contestou Julia para convencê-la.
- Mas se a gente contra pro diretor... A Raquel vai ser expulsa! – respondeu Rebeca.
- Eu vou falar com ela! – disse Viviane com raiva em tom de decisão.
- Não! Viviane... Espera! – gritou Rebeca, no entanto ela não lhe deu ouvidos.
Viviane saiu determinada. Ao se aproximar de Raquel pediu para conversarem em particular na sala de computação.
- Eu sei de tudo Raquel! – começou ela firmemente.
- Do que está falando?
- Do seu plano sujo com a Nicole para expulsar a Rebeca... Como você pôde Raquel? – disse ela indignada.
- Do mesmo jeito que ela pôde me trair e mentir pra mim! – vociferou a outra demonstrando forte mágoa.
- Não aconteceu do que jeito que você pensa! – Viviane parou por um instante -... Rebeca pediu pra que eu não te contasse, mas... Agora não importa!... Os dois ficaram no acampamento... Ela acabou se apaixonando por ele... E depois ela descobriu que as cartas tinham sido enviadas pra ele por engano... Mas decidiu ficar longe dele por que sabia o que você sentia!
Raquel calou-se sem reação.
- Por que ela não me disse isso antes? – indagou confusa quebrando o silêncio.
- Ela mentiu sim!... Todo esse tempo ela escondeu seus sentimentos pra que você não sofresse!
Raquel não conseguiu obter uma resposta.  Observou Viviane bater a porta com força.
Após a aula, Pedro saia do colégio quando esbarrou com Alex, líder da banda kings.
- Você é o Pedro, não é? – Perguntou Alex – eu me lembro de você daquela noite no clube!
- Sim, o que você quer? – falou Pedro ríspido.
- Eu soube que você era o baterista da banda do David... Nós estamos precisando de um - propôs.
- Eu não sei...
- Qual é Pedro! Se aceitar podemos vencer a batalha das bandas!... Será contra a banda do David! – afirmou Alex sabendo que Pedro odiava David.
Pedro, então, sorriu malicioso. E aceitou ser o novo baterista do kings.
À tarde em casa, Rebeca tentava se concentrar na lição, mas seus pensamentos em David estavam cada vez mais fortes. “Por que não consigo esquecê-lo”? “Por mais que eu tente...”. Pensava ela.
Sentiu um grande frio entrando pela janela de sua sacada. Levantou-se para fechar as portas. Deparou-se assustada com David através das cortinas.
- O quê... O quê está fazendo aqui? – disse ela surpresa – como entrou?
- Eu precisava falar com você... Eu não podia te ver na escola então... – David não tirava os olhos dela – Eu preciso de uma explicação Rebeca...
- Não há explicação... – ela tentava proferir as palavras, mas via ser impossível.
Ele tentou se aproximar. Ao senti-lo perto ela recuou.
- David... Vá embora... Por favor... – pediu ela suplicante.
- É isso que você quer não é? – ele andava em sua direção fixando os olhos sérios e penetrantes – que eu perca a cabeça toda vez que penso em você... – ela se distanciava sem tirar os olhos dele, como se estivesse hipnotizada.
Encurralou-a na parede. Ela respirava pesado. Ela o sentiu colocando a mão em seu rosto. Estremeceu. Ele aproximou-se com firmeza e desejo. Até sua boca à espera.
- Não... – sussurrou Rebeca abaixando o rosto.
Ele se distanciou bruscamente. Sentindo a rejeição.
- Está bem! – disse finalmente ele, tentando não demonstrar o que sentia.
Saiu. Deixando-a. Rebeca permaneceu no mesmo lugar onde o sentira tão perto. Foi escorregando aos poucos. Junto às lágrimas.

2 comentários:

  1. que lindo esse final mas eu quero muito que eles fiquem juntos:)
    beeijos

    ResponderExcluir
  2. esta novela esta otima muito ansiosa pelo proximo!!!
    bjs

    ResponderExcluir