sábado, 7 de dezembro de 2013


Capitulo 49

- Olha... Eu nunca te pediria nada, mas vou ter que ser obrigado! O pai da Rebeca é contra, ninguém pode saber disso, entendeu? – ele a ameaçou.
- Sabe que pode confiar em mim! – ela sorriu – quem diria em David... – disse o rodeando - Você parece que finalmente foi fisgado - riu-se.
- Ela é diferente... – respondeu ele como irritado. A presença de Pâmela o incomodava ao extremo.
- Então quer dizer que já me esqueceu? – ela perguntou o encarando.
- Não seja cínica Pâmela, nós não tivemos nada! Eu tentei e você me enganou fugindo com aquele idiota! – ele vociferou.
- Não sabe como eu me arrependo! – ela afirmou tentando tocá-lo.
- Não importa! Entre nós não existe mais nada! – deixou-a saindo furioso.
Pâmela sorriu. Confiava em si mesma e em sua beleza, que logo David se esqueceria de Rebeca e ficaria com ela. Tinha mais um segredo dele em suas mãos e saberia tirar proveito disso.
Rebeca chegou a casa, e estranhou seu pai estar ali naquele momento.
- Por que está aqui pai? – ela perguntou – sempre está trabalhando nesse horário...
- Eu... Resolvi tirar uma folga hoje – falou com a voz incerta.
Ela tentou subir as escadas para o seu quarto. Desde a briga que tivera com seu pai o relacionamento deles não era o mesmo. Ele, porém, chamou-a para que descesse. Parecia muito sério.
- Eu recebi uma ligação... – começou ele – de um colégio dizendo que você tinha sido aceita para um estágio como cuidadora... Que história é essa Rebeca?
- Eu ia te contar pai... – ela tremeu. Mas estava decidida a enfrentá-lo – eu quero ser professora! Por isso me candidatei...
- Filha esse é o futuro que quer para você? Isso não vai te levar a nada!
- Isso é o que eu quero pai! Não vou deixar mais você me dizer o que fazer! – ela afirmou – sei que só quer me proteger... Mas acho que já é a hora de eu lutar por mim mesma!
- Não vou deixar você cometer esse erro! Por isso respondi que está impossibilitada de exercer o cargo!
- O que? Como pôde fazer isso? – ela vociferou surpresa – eu nunca vou te perdoar!... Mas não importa o que disse... Eu vou aceitar esse estágio!
Ela subiu correndo as escadas. Sem dar ouvidos a voz de seu pai. Ele sentou-se fraco no sofá. Sabia que estava sendo muito duro com ela, mas tinha que garantir que ela tivesse um bom futuro.
Pâmela veio até a casa de David. Que a recebeu com uma surpresa desagradável.
- Como soube onde eu moro? – ele perguntou ríspido.
- Não me subestime David – falou ela entrando – não sou boba como a maioria das suas conquistas... Bem legal... A sua casa – comentou aparentando fingimento.
- O que veio fazer aqui? – ele encarou-a irritado.
- Vim falar com você... Quero... – ela começou com a voz séria – pedir perdão... Eu estou arrependida do que eu fiz no passado... E queria pedir uma chance de me aproximar de novo de você...
- Não sei... – ele tentou desviar-se da conversa.
- Por favor, David! Isso foi há tanto tempo... Eu só quero ser sua amiga, nada mais... Confia em mim!
No dia seguinte, Rebeca estava com suas amigas na escola, e lhes contava sobre a briga com seu pai.
- Eu aceitei o trabalho mesmo assim... Não gosto de brigar com o meu pai... Mas eu não posso deixá-lo mandar mais na minha vida!
- Pelo menos você está lutando pelo que quer! – comentou Viviane.
- Mudando de assunto... Vocês viram a nova aluna? – perguntou Raquel – parece que o nome dela é Pâmela... Ela é bem bonita, bem, pelo menos é o que todo mundo está comentando!
Rebeca surpresa pensou que só poderia ser a mesma garota que falou com David no clube.
- Acho que eu conheço essa garota... – falou ela – ela... É uma ex namorada do David!
- O quê? – disseram todas juntas. Raquel curiosa perguntou – será que ela ainda está afim dele?
- O David disse que entre eles não há nada... Eu confio nele!
- Não sei não amiga, acho melhor você ficar de olho! – completou Raquel.
Esse comentário deixou Rebeca insegura.
Depois da aula, Pedro veio falar com Raquel.
- Raquel você quer ser minha dupla no trabalho de química? – ele perguntou se aproximando.
-... Tudo bem – Raquel concordou finalmente.
De alguma forma, Raquel não conseguia dizer não para ele. Era grata pelo o que ele fez por ela e ele parecia estar arrependido, mas se perguntava se não sentia algo além por ele, pois sabia que ele só tinha olhos para Rebeca.
- Eu fiquei sabendo que a Rebeca está trabalhando... - comentou ele, como desinteressado.
- É! Ela quer ser professora, por isso ela se candidatou pro estágio no colégio "santa clara"!
Pedro sorriu. 

4 comentários:

  1. a Raquel ta caidinha pelo Pedro haha
    to amando a web flor
    beijoos

    ResponderExcluir
  2. estou amando acompanhar a historia!!!
    continue postando...
    bjs

    ResponderExcluir
  3. essa pamela vai aprontar!!!
    muito ansiosa pelo proximo flor:)

    ResponderExcluir
  4. gostei muito do capitulo!!!
    amei o seu blog parabens pela criatividade:)
    beijos

    ResponderExcluir