sexta-feira, 13 de dezembro de 2013


Capitulo 53

David permanecia calado. Rebeca em seus braços, dormia serena. Ele não suportava se sentir impotente diante da situação, queria de algum modo secar todas as suas lágrimas, arrancar seu sofrimento. Sabia muito bem o que era ver uma pessoa que ama morrer, e não queria isso para ela.
Ela acordou de repente. Olhou contente por ele estar ao seu lado.
- Que bom que está aqui! - Rebeca sorriu.
- Eu sempre vou estar... - respondeu David olhando-a fixamente.
- Isso tudo parece um pesadelo... - as pálpebras deixaram baixar-se levemente.
Ele pegando-a pelo ombro juntou-a mais a si. Envolveu-a apertado.
As mãos levaram seus rosto aos dele, unindo os lábios.  Rebeca sentiu-se leve. Foram reclinando-se sobre a cama. Rebeca parou o beijo de repente. Olhou para David que estava sobre ela.
- Sabe... Eu sempre quis saber... - ela o encarou sorrindo - quando soube que gostava de mim?
- Ah... - ele olhou para cima tentando se lembrar - acho que aquela vez... Em que eu te vi de biquíni, com certeza! - riu.
- Cala boca idiota!- Rebeca saiu debaixo dele rindo.
- Eu tô brincando - ele se explicou. Voltou-se sobre ela encarando-a - foi no acampamento. Estava frágil e amedrontada, com medo de entrar na água. Mas me deu a sua mão... Foi quando eu soube...
Ela sorriu o fixando, sentiu ele aproximar as mãos acariciando seu rosto. A face dele tomou um tom sério:
- Você foi a primeira a me ver como eu era Rebeca.
Sua voz confessou, melíflua. Ela deixou perder-se em seus olhos que começavam a enevoar-se.
Sua boca veio logo após, pressionando com força contra a sua. Rebeca esqueceu-se de sua tristeza.
Pâmela foi encontrar-se com Nicole em uma lanchonete.
- Queria falar comigo? - Nicole a interrogou vendo ela chegar - é melhor que seja importante!
- Um dia me disse que queria se vingar da Rebeca... Não é? - Pâmela começou séria.
- Disse! Por quê? - Nicole estava intrigada. Algo de obscuro dominava o rosto de Pâmela.
- David e Rebeca estão namorando...!
- Eu sabia! - Nicole bateu na mesa extasiada - mas... Por que acha que estão guardando segredo?
- O pai da Rebeca é contra! - Pâmela sorriu triunfante - ele não pode saber!...
- O que quer comigo então? - a outra a encarou sem entender.
- Podemos ajudá-lo a saber! - Pâmela sorriu maléfica. Nicole respondeu da mesma forma.
Rebeca estava com David, quando ouviu baterem em sua porta.
- David! Você tem que ir! - Rebeca o afastou bruscamente saindo da cama.
- Tem alguém ai senhorita Rebeca? - era a empregada que estava batendo preocupada.
Rebeca o levou até a janela.
- Vai ao meu show, não é? - ele perguntou antes de ir - eu venho te pegar!
- Está bem!... Agora vai! - empurrou-o para fora.
Ele voltou-se de surpresa a agarrando. Beijou-a de leve e saiu. Rebeca não consegiu evitar rir. Lembrou-se da porta e da empregada a espera. Abriu rapidamente.
- Suzana? - Rebeca respondeu ofegante.
- Eu... - ela entrou tímida - só queria te pedir perdão por ter escondido a doença do seu pai!
- Não tem problema Suzana! Eu entendo! - a moça mudou a expressão para um tom mais sério.
A empregada sentou-se na cama. Rebeca a acompanhou.
- Não sabe como foi dificil para nós quando sua mãe morreu... O sofrimento do seu pai!
- Ele tem que fazer o tratamento! - Rebeca relutava consigo mesma.
- Mas entenda!... Ele só não quer o mesmo pra você! Vá com calma! E tente convencê-lo! Mas não perca a esperança... E a fé em Deus! - o rosto de Suzana antes cansado, pareceu brilhar nesse momento. Como se a certeza morasse em seu coração.
Rebeca a abraçou. Como a uma mãe.
Alguns dias depois, chegara o dia da batalha das bandas. Rebeca estava na platéia, esperando para ver a banda de David.
A banda kings entrou no camarim onde estavam todos. Alex estava disposto a vencer David. E trazia uma surpresa na manga.
David estava com seus companheiros de banda, quando viu Pedro e a banda de Alex juntos. Pâmela chegou animada para falar com David, quando viu a situação, estranhou o olhar frio deles.

5 comentários:

  1. iiiiiiii isso não vai dar certo!
    amiga to amando a historia avisa sempre que postar um capitulo que eu venho correndo pra ler, ok?
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Ai que raiva dessa Pâmela e da Nicole!!!! Espero que elas escorreguem no próprio veneno.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. adorei o capitulo!!!
    concordo com a Kel Araujo, essas duas bem que merecem se dar mal!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Ai viciei nessa web! Tomara que nao acabe tao cedo!
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Estou amamdo a web!
    So estou com do da Rebeca pela doenca do pai dela
    bjs

    ResponderExcluir