segunda-feira, 16 de dezembro de 2013


Capitulo 55

Todos esperavam ansiosos pelo anúncio da banda vencedora da batalha das bandas. O apresentador abriu o envelope lentamente.
Rebeca aguardava ofegante pelo resultado. Todos os grupos esperavam no palco.
- E a banda vencedora é... Revenge to the death!!! – gritou ele.
Rebeca quase não se conteve de alegria. David sorriu emocionado, abraçando Sheyla e Wine.
A banda Kings havia ficado em segundo lugar. Pedro e Alex saíram do palco friamente. David olhou para Rebeca sorrindo. Foi interrompido por Pâmela que chegou abraçando-o. Ele pareceu desconfortado, mas não pôde repeli-la. Rebeca tentou conter o ciúme que sentiu.
Rebeca saiu do clube procurando por Raquel, pois não a tinha visto desde a hora que chegaram. Achou-a no estacionamento. 
- Raquel você não vai acreditar! – ela falou se aproximando – a banda do David ganhou!
- Que ótimo... – Raquel tentou disfarçar sorrindo.
- O que foi Raquel?... Você estava chorando? – perguntou Rebeca preocupada.
- Não... Claro que não... – Raquel respondeu cabisbaixa – eu vou ter que ir agora senão minha mãe me mata... Tchau amiga!
As duas se despediram. Rebeca olhou Raquel ir. Alguma coisa havia acontecido.
Seus pensamentos foram interrompidos por Pedro.
- Deve estar feliz pelo David! – comentou ele a vendo virar-se.
- É claro que estou! – ela respondeu ríspida.
- E por que não está lá com ele?... – perguntou Pedro intrigado.
- E por que eu estaria? – ela tremeu, pois não podia dizer que era namorada dele.
- Eu vi aquela garota com ele... – Pedro referiu-se a Pâmela – parecem bem próximos!
- Eu... Não me importo!... Ele pode ficar com quem quiser! – ela tentou disfarçar o ciúme – Quer saber? Não tenho mais nada pra falar com você! – saiu deixando-o.
Deparou se com David. Parecia sério.
- Posso saber o que você estava falando com aquele idiota? – a encarou fuzilante.
- Nada! – ela respondeu diretamente.
- Ah é? Não foi isso que pareceu! – colocou as mãos sobre os bolsos inquieto, sem disfarçar a raiva que sentia.
- Bem... Talvez eu estivesse fazendo o mesmo que você e a Pâmela, não é? – provocou furiosa.
- Eu não estava fazendo nada!... Ela só veio me abraçar!
- E você nem gostou, não é mesmo?
- Já chega disso! – falou acalmando-se – temos que confiar um no outro... – pegou no rosto dela sério.
Ela baixou a face. Levantou sorrindo.
- Nem acredito que você ganhou! – disse extasiada.
Ele a abraçou alegre. Rodopiou-a no ar de alegria. Ela beijou-o descendo devagar em seus braços.
No dia seguinte, Pâmela veio falar com Tomás no colégio. Sabia que ele era louco por ela e poderia conseguir o que quisesse dele com facilidade.
- Oi – viu ele se espantar com a sua presença – você é o Tomás não é? 
- Sou... – ele tremeu. Ela o intimidava.
- Eu preciso de um favor seu... – completou séria – você poderia ir à sala do diretor e fazer uma ligação pra mim?
- E o que eu ganharia com isso? – ele a encarou com malícia.
Ela sorriu, pois já o tinha em suas mãos. Puxou-o pra perto pela gola da camisa e beijou-o com intensidade. Não media esforços pra conseguir o que queria.
Nicole, seguindo o plano de Pâmela, entrou na sala de aula quando ninguém estava. Pegou na mochila de Rebeca, o celular.
David estava no vestiário, quando recebeu uma mensagem de Rebeca. “Preciso te ver no ginásio!”. Ele estranhou a mensagem, porém achou que fosse importante.
Depois, o pai de Rebeca, Sr Paulo, entrou na escola, parecia apressado. Pâmela vendo-o chegar aproximou-se.
- Posso ajudar? – ela perguntou simpática.
- Preciso falar com o diretor... – ele disse ríspido – ele me ligou dizendo que precisava falar comigo sobre minha filha Rebeca...
- Bem... Ele não está, mas se quiser eu te mostro onde a Rebeca está para falar com ela... – Pâmela ofereceu-se cínica.
- É... Seria ótimo, obrigado! – agradeceu seriamente. Seguiu-a até o ginásio.
Rebeca saia para o ginásio em direção ao vestiário feminino. Sentiu-se ser puxada por algo.
- David? – ela o encarou surpresa – o que está fazendo aqui? – completou confusa.
Todos já haviam saído, só restavam os dois ali.
- Como assim? – David perguntou sem entender – eu recebi sua mensagem!
- Eu não mandei mensagem nenhuma! Eu sempre deixo meu celular na bolsa... Tem certeza?
- Claro! Tinha vindo do seu número! – ele respondeu firmemente.
Pâmela levou o pai de Rebeca até o ginásio. Ele chegou apressado e se assustou ao deparar-se com Rebeca e David juntos. Pâmela sorriu vencedora. Ele viu Rebeca beijar David se despedindo. Sua pressão começou a subir.

4 comentários:

  1. Aiii que raiva dessa Pâmela!
    amiga to amando a historia ta muito boa:)
    bjs

    ResponderExcluir
  2. nossa o pai da Rebeca vai surtar!!!
    to amando a web flor continua!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. isso nao vai dar certo!!!
    amiga tava de ferias por isso nao tava acompanhando mas ja dei uma olhada nos anteriores pra nao me perder!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu vou ler os outros para ler esse daqui, viu?! Mas pelo visto isso está muito bom!

    pequenos-exageros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir