quarta-feira, 15 de janeiro de 2014


Capitulo 77

Após os enfermeiros levarem David, Rebeca sentou-se cansada na sala de espera. Estava angustiada. Tinha medo de que algo acontecesse durante a cirurgia.
- Meu Deus... - falava consigo mesma. Lagrimas corriam rapidamente - por favor salve ele meu Deus!
Senhor Sérgio caminhava por um estacionamento de um prédio, o lugar parecia não ter ninguém.
Chegou perto de um carro, onde havia um homem encostado. Era Carlos, seu sócio.
- E então? O que queria Sérgio pra me fazer vir até aqui? - o encarou sério.
- Eu já sei o que fez! - vociferou furioso.
Carlos franziu a testa não entendendo a acusação. Viu o outro aproximar-se em sua direção. Sem hesitar, Sérgio lhe socou no rosto. Carlos com o impacto, bateu sobre a parede.
- Ja sei que mandou Bruno causar o acidente do meu filho!
Carlos tentou se recompor.
- Não sei quem lhe disse essa loucura, mas eu nunca faria isso com você!... Você é meu amigo... -Carlos respondeu dissimulado.
Sérgio irou-se novamente o acertando mais forte.
- Aposto que também mandou ele ameaçar o David não é? - Sérgio gritou com raiva - fique sabendo que não hesitarei em denunciar você no meu testemunho no tribunal!
- Pense bem... - Carlos se aproximou ainda com dores - se me denunciar... Também irá se comprometer!
- Não importa!... - vociferou em fúria -  E irei denunciar Bruno a policia... - aproximou-se apontando o dedo em sua direção -  nunca mais volte a tocar no meu filho!
Carlos cerrou os pulsos ao vê-lo sair. Teria que dar um jeito pra que ele se calasse.
Pedro chegou ao hospital. Aproximou-se de Rebeca.
- Seu pai já teve alta? - ele perguntou sentando-se ao lado dela.
- Não... - sua voz saiu abafada - ele tem que fazer alguns exames...
- Por que está assim? Parece que andou chorando... - ele fixou nela os olhos confusos.
Ela abraçou-o forte. Começou a chorar.
- O que foi Rebeca?
- David... - chorava aflita.
- O que? David?... - a encarou - o que aconteceu?
- Ele sofreu um acidente... - abaixou a face - esta entre a vida e a morte!
Pedro ficou estático diante da noticia. Odiava David, mas isso era algo que nunca desejaria.
Viviane chegava. Parou por um instante ao ver Pedro abraçado a Rebeca. Não entendia por que Pedro estava se aproximando tanto de Rebeca se ele estava namorando Raquel.
- Oi Rebeca - Viviane a abraçou.
Viviane, então, pediu pra conversar a sós com Pedro. Foram para um canto longe da Rebeca.
- Como você tem coragem de fazer isso Pedro?
- O que? Do que você esta falando? - Pedro perguntou confuso.
- Não se faça de cínico!... Fique longe da Rebeca! Ela já esta sofrendo demais! - saiu em direção a sala de espera.
Pedro não entendeu o porque das acusações de Viviane, mas achou que fosse sua preocupação por sua amiga. Resolveu retirar-se.
Após algumas horas, Rebeca e Viviane permaneciam esperando. O pai de David, que já havia sido noticiado sobre a cirurgia esperava aflito.
O médico apareceu.
- Doutor, como ele está? - Sérgio se aproximou desesperado.
Rebeca também se levantou.
- Ele está bem! - o médico começou - a cirurgia acorreu muito bem! E ele está agora em observação!
Rebeca sorriu aliviada, não podia acreditar que finalmente ele estaria bem.
- Posso vê-lo? - Sérgio perguntou.
- Sim, mas por pouco tempo, ele esta descansando.
O pai de David foi até a sala.
- Que bom que tudo ocorreu bem amiga! - Viviane sorriu contente.
- Graças a Deus! - Rebeca disse extasiada.
De repente, viram Pâmela chegar.
- O que esta fazendo aqui Rebeca? - ela a encarou séria.

3 comentários:

  1. Que raiva dessa Pamela!
    tomara que o David de o fora nessa garota!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Muita tensão! Beijos!

    http://asagadagarotaimperfeita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. To amando essa novela
    continua amiga...
    bjs

    ResponderExcluir