sexta-feira, 24 de janeiro de 2014


Capitulo 84

A noite, Rebeca foi até o clube do pai da Nicole, pois ela seria garçonete, como favor a sua amiga Viviane.
- Que bom que você veio amiga - Viviane a abraçou animada - vem! Precisamos colocar as fantasias!
- Fantasia? - Rebeca a encarou perplexa.
Após, Rebeca se olhava no espelho. Estava com um vestido preto curto, scarpin e meias escuras. Levava uma gravata de borboleta amarrada ao pescoço.
- Eu estou parecendo uma palhaça! - Rebeca exclamou envergonhada.
- Eu sei! Mas essa é uma festa temática então temos que usar isso! - sua amiga explicou - mas... Obrigada por estar aqui! Se eu conseguisse esse emprego seria muito importante pra mim agora...
- Eu sei! O que eu não faço por você? - Rebeca sorriu.
- Então tá! - Viviane falou animada novamente - coloca isso amiga!
Pôs um arco de orelha de coelho sobre a cabeça de Rebeca. Ela se sentia completamente estúpida, porém sua amiga era mais importante.
O gerente logo chegou pedindo pra que elas fossem servir os clientes.
- Mesa sete! - ordenou ele entregando bruscamente a bandeja para Rebeca.
Ela ia em direção a mesa quando teve uma surpresa. David e Pâmela estavam ali. Quis sair imediatamente daquele lugar, no entanto, avistou Viviane, que estava se esforçando no emprego. Decidiu avançar.
- Aqui estão os sucos que pediram! - exclamou secamente colocando os copos com força sobre a mesa deles.
David de repente olhou para cima reconhecendo aquela voz.
- Rebeca? - disse surpreso. Logo sorriu - não sabia que trabalhava aqui! - completou irônico.
Pâmela sorriu maliciosa.
- Ficou muito linda com essa fantasia... - comentou ele com leve malicia. Reparou em seu corpo.
- Vão querer mais alguma coisa? - ela perguntou fria. Interrompendo a troca de olhares.
- Claro! Eu vou querer uma salada, e você David? - Pâmela colocou a mão sobre o ombro dele.
Rebeca efervesceu-se de ciumes. David retiraria a mão, mas estava gostando da reação que provocou em Rebeca.
- Bem, o que você sugere garçonete? - ele a encarou sorrindo vencedor.
- Pra você recomendaria veneno, mas é uma pena que não temos aqui! - vociferou furiosa. O fuzilava com os olhos.
- Uma pizza então! - ele sorriu ignorando o ódio dela.
Rebeca virou-se saindo transtornada.
- Não sabia que esse jantar seria tão divertido! - riu-se David servindo-se do suco.
Viviane olhou Rebeca.
- O que foi? - a indagou preocupada. Olhou,então, para outra direção. Avistou David e Pâmela - Quer que eu leve as bandejas? - ofereceu-se.
- Quer saber? - Rebeca respondeu fixando os olhos nos dois - ...Eu mesma levo!
David e Pâmela viram Ricardo chegar. Cumprimentaram-se informalmente. Ricardo juntou-se a eles.
- Então... David. Eu soube que você tem uma banda! Pâmela me disse que tem talento! - comentou Ricardo.
Pâmela rodeou David com o braço. Sorriu.
Rebeca chegava levando a bandeja, quando lhe roeu de raiva ao ver aquela cena. Aproximou-se derrubando a comida toda sobre os dois propositalmente.
- Sua idiota! - Pâmela levantou-se furiosa.
- Ah, me desculpa! - falou Rebeca falsamente comovida - eu sinto muito! É que eu sou muito desastrada...
David a olhou fuzilante. Estava todo sujo de comida.
- Eu vou chamar o gerente! - Pâmela gritou se limpando.
- Ficou maluca Rebeca? - Viviane chegou esbaforida.
O gerente logo apareceu.
- Voce tem que despedir essa louca imediatamente! - ordenou Pâmela apontando para ela.
- O que você pensa que está fazendo garota? - o gerente em um ato de fúria pegou o braço de Rebeca - quer ser demitida?
- Me solta! - ela tentou se defender.
David sentiu subir o sangue ao ver aquilo.
- Larga ela! - ordenou ele firme.
- E quem é você afinal? - o gerente o olhou de cima a baixo.
- Não importa! Não vai tratar ela desse jeito na minha frente! - gritou ameaçando-o.
- O que você esta fazendo David? - Pâmela o encarou extasiada.
- Quer saber? - o gerente começou - quero os dois fora imediatamente desse lugar!... Seguranças!
Rebeca e David foram expulsos de imediato pela porta dos fundos.
- Mas que cara grosso! - Rebeca gritou batendo na porta que se fechara bruscamente para os dois - você não pode me tratar assim seu... - bradou com excesso de ódio.
- Não adianta! - respondeu David sério. Mudou para um tom mais despojado - também, não é a primeira vez que somos expulsos de um lugar... - riu ele lembrando-se do dia em que tinham sido tirados do cinema.
Fez-se um grande silêncio entre os dois. Rebeca voltou-se a si. Sua expressão mudou.
- ...Por que me defendeu? - ela o encarou intrigada.

5 comentários:

  1. Nossa que confusão nesse capitulo!
    Eu amei a atitude da Rebeca, ela é igual a mim hehe, mas bem que essa Pamela mereceu...
    Continua, to amando a historia flor!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu ri demais com esse capitulo!
    E esse final... Tomara que o David diga a verdade pra Rebeca!
    Comecei a acompanhar agora, mas ja li todos e to amando a web!
    seguindo ja...
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Hay flor...
    Li essa postagem, mas me perdi. claro capitulo 84 rsrsrs. Cheguei super atrasada aqui... kkkk mas pelo pouco que li me parece uma história bem legal.... só não prometo ler desde o inicio por falta de tempo mesmo... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Obrigada pelo comentário no blog e claro que estou seguindo rs.
    Dei uma espiada no blog, quer dizer catas anônimas... Acho que vou gostar da história rs
    Adorei também saber mais dos personagens, o que indica seu talento é claro, uma pena ter chegado atrasada aqui bem no capítulo 84, já perdi grande parte rs
    Adorei a Rebeca, quanto estiver com mais tempo eu passo e leio desde o início.

    Beijos
    De tudo um pouco da Thá

    ResponderExcluir
  5. Oi! Obrigada por seguir o FP, tô seguindo aqui também =)
    Quando tiver tempo vou acompanhar sua webnovela, parece ser bem legal! E você escreve super bem... <3

    ResponderExcluir