sábado, 1 de março de 2014


Capitulo 107

- Parabéns! Conseguiu o que queria! – ele vociferou com raiva –... Está feliz?
- Quer saber? – ela o encarou com a face vencedora – estou! – completou sorrindo -... O que foi David? Eu só revidei na mesma moeda! Eu te humilhei como você me humilhou!
- Você não vê, não é? – ele disse com raiva – não passa de uma menina rica e egoísta!
- Fala como se fosse o exemplo de uma pessoa humilde! – ela o provocou.
- Você não sabe o que é lutar por algo!... Sempre teve alguém lutando por você... Sempre teve tudo o que quis! Por isso acha que pode pisar nos outros e brincar com quem quiser!
- Isso não é verdade! – ela gritou o interrompendo.
- Ah não? – ele fixou nela os olhos fuzilantes – então me diz a ultima vez que fez algo que não fosse por si mesma!... Não sabe o que é sofrer!... Não ter quem você ama por perto, e ter que lutar por si mesmo!
Rebeca estremeceu. Quem era ele para acusá-la? Somente ela sabia o quanto havia sofrido.
- Fala de sofrimento... Enquanto que a única coisa que conseguiu fazer na sua vida foi fugir dos seus problemas! Você nunca teve a coragem suficiente para encarar! Por isso nunca foi capaz de amar ninguém... Quer saber? Sua mãe deve ter morrido de desgosto por ter um filho mau caráter como você!
- Nunca mais! – ele a encurralou a parede transtornado – fale da minha mãe outra vez! – ela calou-se diante da reação dele. Ele a olhou friamente – achei que fosse diferente... Mas não passa de uma garota vazia!
- Se acha tudo isso de mim... – ela o encarou séria, porém sentia-se tremer por dentro – por que ficou comigo?
Ele distanciou-se dela calmamente. Olhou para um ponto em específico. Disparou para ela um olhar gélido.
- Nem mesmo eu sei! – saiu, batendo a porta da frente com força.
Rebeca permanecia sobre a parede. Um olhar perdido em algum canto.
- Rebeca... – Raquel chegou esbaforida – eu estava te procurando por todo o lado!... Você não sabe o que aconteceu!
- O que foi? – Rebeca despertou, olhando-a.
- A professora acusou o David de ter destruído a peça!... Ela vai pedir ao diretor pra expulsar ele do colégio!
Rebeca estremeceu.
Julia aproximou-se das duas correndo.
- A gente conseguiu! – riu animada – Vocês viram a cara da Carla? – reparou no rosto de Rebeca – o que foi?... - observou o rosto inalterado da outra - Rebeca era o que você queria, não é?
- Era! – Rebeca respondeu séria. Saiu deixando as duas.
Julia, porém, nada entendeu.
 Mais tarde, Rebeca chegou a seu quarto. Não conseguia, mesmo que tentasse, deixar de se sentir culpada. Não tinha pensado que se sentiria assim depois de tudo. Ele iria ser expulso do colégio pelo o que ela fez. “Me diz qual foi a ultima vez que fez algo que não fosse por você mesma?”. Lembrou-se das coisas horríveis que tinha dito a ele. Fechou os olhos tentando dormir.
O colégio comentava sobre a peça. E que Carla provavelmente nunca mais iria aparecer na escola novamente.
Todas as meninas, exceto Rebeca, estavam reunidas no pátio.
- Acham que o David vai ser expulso? – perguntou Viviane dirigindo-se a todas.
- Não sei! Mas não acho que o diretor vai deixar barato o que fizeram com a filha dele! – falou Raquel preocupada.
- Isso tudo é nossa culpa! – Julia lamentou arrependida – a gente tem que se entregar!
- O que? – Nicole surpreendeu-se – olha, pra começar, a ideia foi sua Julia! E a gente não pode ser expulsa agora perto da formatura! E vocês esqueceram que a Carla mereceu?
- É, mas o David não tem culpa de nada! – Julia a lembrou – será que dá pra ser menos egoísta Nicole?
- Olha aqui. Se quiser se entregar e perder o ano vai em frente! Mas eu não vou junto! – gritou a outra.
- Gente, para! Brigar agora não vai dar em nada! – Raquel exclamou para acalmá-las -... Mudando de assunto, vocês viram a Rebeca?
Enquanto isso, na sala do diretor, a professora de artes entrou rapidamente.
- Desculpe interromper, mas preciso falar com o senhor!
Depois de ouvir sobre o ocorrido, o diretor irou-se grandemente:
- Quero esse rapaz expulso imediatamente!
A secretaria entrou firmemente na sala.
- Com licença reitor, tem uma aluna querendo ver o senhor!
Rebeca aproximou-se firmemente na sala.
- O que quer senhorita Alves? – o diretor a encarou.
- Eu vim dizer... Que eu sou a culpada do que aconteceu no teatro!
- O que? – Elizabeth surpreendeu-se.
- Desculpe senhora, eu fiz aquilo por uma brincadeira, eu sei que a peça era muito importante para a senhora! – dirigiu-se ao diretor – eu só peço que não expulsem o David, ele não teve culpa de nada!... Expulsem a mim! – completou séria.
Pamela servia mesas no clube, quando observou um homem muito distinto e elegante entrar. Percebeu, então, que era Carlos, sócio do pai de David.
Aproximou-se:
- Vai querer algo senhor? – perguntou simpática.
- Sim, um uísque, por favor! – respondeu sem olha-la.
- Se lembra de mim senhor Carlos? – inclinou-se levemente para ele. Que levantou a face para vê-la.
- Você... Era aquela garota que ficava com o filho do Sergio, não?... Nunca esqueceria uma garota tão bonita como você!
- Vai ficar aqui no Brasil por muito tempo? – ela perguntou curiosa.
- Não, apenas vou ficar até o julgamento... – de repente, ouviu o celular tocar – desculpe, eu tenho que ir! – levantou-se. Deu-lhe o cartão – aqui, pegue! Caso precise de algo! – saiu apressado.
Pamela sorriu maliciosamente.
No colégio, o diretor examinou Rebeca por um tempo. Falou por fim.

7 comentários:

  1. To amando a nova fase da novela, os personagens tao otimos na historia, parabens pela criatividade! Cada dia fico mais impressionada com o seu talento!
    bejks

    ResponderExcluir
  2. Nossa e agora, sera que a Rebeca vai ser expulsa? To louca pelo proximo, vc sempre consegue me deixar intrigada!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Adorei esse capitulo! Finalmente consegui chegar aquikkkkkk To amando o seguimento da historia, só to louca pra eles ficarem juntos dinovo!!!!!

    ResponderExcluir
  4. esses dois vivem brigando neh! Mas dessa vez axo que a Rebeca passou ods limites, eu gostei muito do capitulo!
    continua...
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Amei o capitulo, esperando pelo proximo!
    Adorei o gif que vc fez.... muito fofo:)
    Bem que vc poderia colocar as fotos dos ersonagens novos neh...
    beijos

    ResponderExcluir
  6. O seu blog é muito lindo fiquei impressionada com o design, gostei das descriçoes ds personagens, isso só revela o seu talento e criatividade!
    Eu to amando a historia, cada capitulo eu me emociono e semrpre fico intrigada, confesso que até chorei em alguns... :)
    continua...
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Esses dois nao se entendem hein! Continua...:)

    ResponderExcluir