quarta-feira, 12 de março de 2014


Capitulo 115

Raquel ainda encarava senhora Gisele estática diante do convite.
- Por quê? Acha que seus pais não vão poder? – perguntou a mãe de Pedro simpática.
- Me desculpe... Mas acho que está havendo algum engano!
- Eu não entendo... Não pensa ser uma boa ideia seus pais conhecerem seu namorado?
Raquel, então, percebeu o que estava ocorrendo.
- Senhorita... Eu não sei como dizer isso... Eu e o Pedro não estamos mais juntos!... – respirou fundo, fazendo uma breve pausa – na verdade, nós nunca estivemos!
-... Como assim? ...O Pedro disse...
- Olha... – Raquel envergonhou-se grandemente – me desculpa mais uma vez, mas isso é uma coisa que só o Pedro pode explicar! – saiu, deixando a senhorita intrigada.
Rebeca chegou em casa. Seus passos apressados mostravam sua ansiedade. Felizmente avistou a empregada.
- Suzana... Suzana... – chamou-a se aproximando da senhora na sala.
- O que foi? Pra que essa pressa? – perguntou a outra confusa.
- Por favor, Suzana!... Por favor, me diz! – pegou as mãos dela – me diz que não aconteceu nada entre mim e o David ontem!
-...Mas é claro que não! De onde tirou isso?
- Tem certeza? – a encarou.
- Sim, ele apenas te levou ao quarto e quando eu voltei não estava mais lá!
Rebeca aliviada deixou-se cair sobre o sofá bruscamente.
- Ele deve ter dito isso só pra me provocar! – falou com raiva. Mudou de assunto – não disse ao meu pai, não é?
- Não, não se preocupe... – sorriu a empregada simpática.
- Obrigada Suzana! – a beijou na face – ele está melhor?
- Sim, ainda com algumas manhas, você sabe! – brincou.
- Tá bem, eu vou vê-lo! – saiu.
Quando estava indo em direção à escada slash a alcançou latindo feliz. Ela pegou-o o acariciando e subiu a escada.
Enquanto isso, Carlos encontrava-se com Bruno mais uma vez.
- O que queria pra me fazer voltar assim? – Bruno aproximou-se intrigado – eu estava quase no encalço do Sérgio, consegui localizar onde estava quando me ligou...
- Liguei pra informar que houve uma mudança de planos... Eu recebi a informação de que David vai testemunhar contra o pai dele... Esse garoto é mais corajoso do que pensei... – completou consigo mesmo.
- Eu disse que era pra gente ter matado aquele garoto!
- Enfim... Agora que já sabe onde o Sergio está consiga um jeito de trazer ele pra cá!... Eu arrumei uma maneira de acabar com esses dois problemas de uma vez!
Pedro estava em seu quarto, quando ouviu a porta bater.
Sua mãe apareceu. Parecia séria.
- Filho eu preciso falar com você!
Ele levantou-se da cama. Nunca havia visto aquela expressão nela.
- Eu... – ela continuou – fui conversar com a Raquel para convidá-la para um jantar...
- A Raquel? – Pedro surpreendeu-se.
- Porem, ela me disse que não estão namorando! O que esta acontecendo filho? – o encarou.
- Eu não entendo... Eu nunca disse que eu e a Raquel tínhamos voltado!
- Como não? Eu ouvi você conversando com ela no telefone... E quando eu te perguntei você confirmou!
Pedro entendeu o que tinha acontecido. Sua mãe havia ouvido a conversa com Rebeca. Todo esse tempo era Raquel quem ela pensava ser sua namorada!
- Mãe... – adiantou-se até ela – isso foi tudo um engano! Eu nunca voltei com ela!... Na verdade... Nunca houve nada entre a gente... Aquilo foi só fingimento.
- Então quer dizer que mentiu pra nós todo esse tempo! – ela surpreendeu-se. – Por quê?
- Desculpa mãe... Eu só fiz isso pra que vocês se orgulhassem de mim – elevou às mãos a cabeça envergonhado.
- Não posso acreditar que tenha nos enganado desse jeito!... Achei que me contasse tudo filho! – respondeu magoada. Se sentiu péssima por tanto tempo não perceber o que acontecia a seu próprio filho – eu... Vou deixar você sozinho... – fechou a porta.
- Mãe... – ele chamou-a, no entanto, sem sucesso. Sabia que esse dia iria chegar, mas não imaginava que se sentiria tão mal.
No dia seguinte, no colégio, Julia e Viviane andavam pelos corredores quando viram Raquel encostada a uma parede com olhar longe.
- Até que enfim Raquel! A gente estava te procurando! – Viviane aproximou-se –... O que foi?
- A mãe do Pedro falou comigo ontem... Ela disse algo que me deixou confusa!
- O que? – as duas perguntaram ao mesmo tempo.
- Ela pediu pra organizar uma jantar pra que o Pedro conhecesse meus pais!
- Como assim? – julia perguntou sem entender.
- Não sei por que, mas ela achava que eu e o Pedro tínhamos voltado! – Raquel respondeu.
- Como assim voltado? – Rebeca chegou as assustando.
Rebeca encarou Raquel. Que a olhava estática

5 comentários:

  1. Continua....
    Morrendo de curiosidade!
    :)

    ResponderExcluir
  2. Só acho que você deveria postar dois capítulos por dia xD

    ResponderExcluir
  3. Uhuu adorei o capítulo!
    e já dei o like na fan page

    ResponderExcluir
  4. E agora esse final hein
    to louca pelo proximo capitulo, essa historia ta muito boa!
    continua...bjs

    ResponderExcluir
  5. Só quero ver o que a raquel vai fazer agora! To amando essa nova fase da web, os personagens estao muito bons na trama, parabens!
    esperando pelo proximo!
    beijos

    ResponderExcluir