segunda-feira, 17 de março de 2014


Capitulo 118

No dia seguinte, Raquel saía do colégio quando Pedro veio a seu encontro.
- Eu queria falar com você! – ele disse simpático. Ela estremeceu - ...A gente pode ir até o parque?
Ela pensou em recusar, mas a curiosidade e a vontade de tê-lo por perto falaram mais alto.
No parque, Pedro adiantou-se:
- Eu só queria me desculpar... Eu soube que a minha mãe foi te procurar... Foi tudo uma confusão, ela acabou pensando que você ainda era minha namorada!
- Tudo bem! – ela sorriu tímida. Resolveu dizer a ele – eu... Contei pra Rebeca!
- Espero que ela tenha entendido! A última coisa que eu quero é que ela fique pensando outra coisa sobre eu e você!
- Não, eu expliquei tudo pra ela e ela entendeu que não houve nada entre a gente! – a voz dela saiu com tristeza.
- Eu também queria dizer que... Eu falei com o meu pai! E ele disse que vai me apoiar em qualquer coisa que eu decidir, e sei lá... Eu não sinto mais aquela pressão que eu sentia antes...
- Sério? – ela o encarou. Abraçou-o forte – fico tão feliz por você Pedro! – falou com a voz abafada pelos ombros dele.
De repente, ao sentir os braços dele a apertarem forte, ela recuou com uma feição mais séria.
- Raquel... Eu sei que as coisas entre a gente andam estranhas... Mas eu só queria que voltasse tudo ao normal! Eu sinto falta de você do meu lado... Dos seus conselhos.
Ela afastou-se um pouco desviando o olhar.
- Pedro... Eu já disse que não dá mais! Eu não posso mais ser sua amiga! – respondeu Raquel. Só ela sabia como era difícil dizer aquelas palavras.
Pedro leu nos olhos dela que estava fugindo de algo.
- Eu já sei o porquê! – disse ele diretamente. Raquel sentiu o coração bater rápido – está apaixonada pelo Tomás!
- O quê? – ela quase não acreditou no que ouviu. Pensou por um minuto -... É! É verdade! E você sabe que você e o Tomás não se entendem... Ele não quer que eu me aproxime de você... É por isso que é melhor a gente ficar longe um do outro!
Pedro abaixou os olhos instintivamente. Não soube por que doía-lhe tanto que ela lhe dissesse isso. Recompôs-se sentindo irritação.
- Tá legal! – falou sério com um jeito frio.
- Ok... – ela respondeu contra sua vontade – Eu realmente fico muito feliz por você e seu pai... Até mais! – saiu, segurando as lágrimas.
Rebeca chegou à casa a tarde. Jogou-se na cama com os pensamentos longe. Pensava no que o delegado tinha dito. Era impossível que Sérgio tivesse feito algo tão cruel com seu próprio filho. Lembrou-se, então, que David havia dito que seu pai tinha um sócio de nome Carlos. Ele com certeza poderia ser o culpado. David devia ter aceitado testemunhar a favor dele após o acidente. Talvez David estivesse sendo chantageado.
Foi até o escritório de seu pai. Sabia com certeza que encontraria algo sobre Carlos. Algum dado sobre o julgamento ou pista de envolvimento com Bruno.
Porém, encontrou a gaveta dos documentos do julgamento fechada. Sabia que seu pai não os deixaria a seu alcance.
No dia seguinte, as meninas foram encontrar-se com as meninas em uma sorveteria ali perto. 
Rebeca ainda não tirava da cabeça aquelas suspeitas sobre David. Queria tirar tudo isso a limpo, porém, decidiu não dizer a suas amigas, pois se preocupariam muito e a impediriam.
 De repente, observou Sheyla entrar no recinto com Wine, seu namorado.
Aproximou-se.
- Sheyla! 
- E aí Rebeca? – Sheyla a cumprimentou simpática.
- Eu sei que isso é muito estranho... Mas eu preciso que me diga... Se você sabe onde fica o apartamento do sócio do pai do David!
Sheyla estremeceu.

4 comentários:

  1. Ai que dó da Raquel, eles tem que ficar juntos, só que eu acho que o Pedro vai acabr ficando com a Rebeca mesmo!
    continua, amei esse capitulo :)
    bjs, fica com Deus

    ResponderExcluir
  2. Eu to amando a web, vc manda muito bem na escrita, parabens!

    ResponderExcluir
  3. Ta muito boa a historia, me surpoendo todo dia com o seu talento!
    A Raquel tem que ficar com o Pedro...
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Adorei o cap, vc podia postar dois capitulos por dia :)
    a historia ta muito envolvente todo final vc consegue me deixa intrigada!
    bjs, fica com Deus!

    ResponderExcluir