sexta-feira, 4 de abril de 2014


Capitulo 132

- O quê?... Então... - ela nem podia acreditar no que tinha ouvido.
- Ele veio a mim para anunciar que falaria contra o pai!
- Deve ter sido tão difícil pra ele! - Rebeca disse com dor. Queria ter estado com ele.
- Mas o que importa é que foi feita a justiça filha! - ele mudou a expressão - devo dizer... Que finalmente pude perceber a nobreza em David. Devo admitir que foi muito corajoso em entregar o pai! Me desculpe filha, eu estava enganado sobre ele.
- Eu... Sempre soube que havia isso nele, mas até eu acabei enganada! - Rebeca desviou o olhar cabisbaixo.
- Filha... Quer mesmo ir a essa viagem?
- Como?
- Agora que eu estou recuperado e tudo foi resolvido, acho que não precisa ir a França se não quiser! - ele deu o braço a torcer.
Rebeca pensou por um instante.
- Não! Eu pensei bastante... E eu penso que é o melhor pra mim... Não só pelo o que eu vou ter lá, mas para esquecer tudo o que eu passei aqui... Acho que vai ser o melhor pra mim! - sorriu sem vontade.
- Mas ama esse rapaz, não é?
- Sim... E é por isso que o melhor é eu ir... - falou decidida.
Alguns dias passaram. Pâmela estava em seu apartamento quando o síndico a chamou. Atendeu a porta.
- Pegue as suas coisas e suma daqui! - o senhor afirmou furioso.
- O quê? Não pode falar isso! Eu moro aqui! - defendeu-se incrédula.
- Você não me paga a meses!
- Eu sei... Mas é só o tempo de arrumar um emprego!
- Já chega de promessas! - ele a interrompeu com raiva - tenho gente interessada nesse apartamento!
Depois, Pâmela saiu com sua mala para fora do prédio. E agora? O que faria? De repente, viu um folheto sobre o chão. "Hoje show da banda foo fighters com a apresentação da banda vencedora revenge to the death!".
- A banda do David! - ela disse a si mesma. Havia esquecido-se completamente.
- Pâmela? - alguém aproximou-se.
Ela levantou os olhos. Encarou Ricardo, o empresário amigo seu.
- Ricardo! - falou com animação - o que faz aqui?
- Bem, sabe como é! Eu ainda estou a procura de bandas! Mas dessa vez eu montei um estúdio aqui no Brasil, resolvi investir aqui agora! - respondeu simpático. Olhou a mala com estranheza - mas... Você está se mudando?
- É... Claro! Esse lugar não é tão bom quanto a Espanha, não é? Eu estou procurando outro lugar! - dirfarçou - mas... Ficou sabendo do show de hoje? É a banda de que eu tinha te falado! Quem sabe se formos você não muda de ideia!
- Pode ser! - Ricardo concordou.
Pâmela sorriu consigo mesma. A sorte parecia mudar par ela.
Rebeca arrumava as malas no quarto, quando Suzana entrou.
- Rebeca, por que não pediu que eu ajudasse? - perguntou a empregada com indignação.
- Não precisa  Suzana, eu mesma faço, pode deixar! - sorriu.
- Não acredito que está indo embora! - comentou a senhora com tristeza.
- Não fica assim! Eu volto pra visitar vocês!
As duas abraçaram-se emocionadas.
- Ela já está desmanchando pra você Rebeca? - Sr. Paulo apareceu na porta rindo.
- Ora Sr. Paulo! Ela vai ficar três anos fora! - reclamou Suzana choramingando.
Rebeca riu.
Enquanto isso, Viviane veio falar com Raquel em sua casa.
- Posso entrar? - perguntou receosa.
- Claro! - Raquel respondeu sem vontade.
- Eu só queria saber por que não foi a casa da Rebeca aquele dia... Ela precisava de você!
Raquel desviou o olhar desconfortada.
- Na boa Vivi, eu não estou afim de sermões agora! - afirmou ríspida.
- Eu sei que o que aconteceu foi difícil...
- Não... Você não sabe! Não sabe o quanto eu sofri até agora por amar alguém que tá afim da minha melhor amiga! - exclamou com raiva.
 - Sabe que a Rebeca não merece seu egoísmo! Você sabe que ela já deixou claro pro Pedro que não sente nada por ele!
- E O QUE IMPORTA ISSO SE ELE CONTINUA APAIXONADO POR ELA? - a encarou exaltada. Jogou com força o travesseiro sobre a parede. Respirou fundo - olha... Eu... Não me leve a mal... Mas a última coisa que eu quero pensar agora é na Rebeca!
Viviane e ela encararam-se em silêncio.
- Quer saber? Eu já estou atrasada! Eu vou me encontrar com as meninas! Se você não sabe hoje é um dia muito importante, a Rebeca vai sair do pais hoje! - saiu fechando a porta.
Raquel levou um choque no mesmo instante. Havia esquecido-se daquele dia. Olhou para o lado, achando ali um jornal que Viviane havia jogado no chão. Leu surpreendida, a noticia do atentado no galpão. Levou as mãos a boca.
Depois, Rebeca ainda estava com Suzana no quarto. Seu pai, então, apareceu.
- Filha... Suas amigas vieram se despedir de você! - anunciou.
Rebeca rapidamente fechou a mala e trouxe-a para a sala. Lá encontrou Julia, Nicole e Viviane.
- Oi... - cumprimentou todas feliz. De repente sua face mudou  - A Raquel não veio?
Todas se olharam no mesmo momento.

5 comentários:

  1. Nossa a Raquel ta muito magoada coitada da rebeca!
    amando a web! que pensa que ja esta acabando neh
    beijos fica com Deus...

    ResponderExcluir
  2. Que dó da Rebeca mas eu entendo a Raquel já tive na mesma situação :)
    to amando, pena que já ta acabando!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Nossa nao acredito que a web já ta acabando! :(
    adorei o capitulo flor acontinue postando!
    bjs fica com Deus

    ResponderExcluir
  4. Querendo a continuação!
    to amando a web, já curti a pagina do face, adorei tudo la!

    ResponderExcluir
  5. Olá minha querida tudo bem? Adorei o post, seu blog é ótimo!
    Venho lhe convidar para participar do novo sorteio que está rolando no meu blog. É um sorteio diferente e interessante, VOCÊ ESCOLHE O PRÊMIO!
    Curiosa? Então corra e participe: http://www.estiilocarol.com.br/2014/04/sorteio-internacional-lista-de-desejos.html

    Você não vai ficar de fora né? Conto com você princesa! Super beijo<3

    ResponderExcluir